Quanto tempo demora para planejar um intercâmbio?

Como planejar um intercâmbio

Se passar uma temporada no exterior faz parte de sua lista de planos a fazer em um futuro próximo, então qualquer momento é um bom momento para começar a planejar um intercâmbio. Esteja você carregando sua carteira ou suas próprias economias, você pode começar a planejar com facilidade e tranquilidade o mais rápido possível, quanto antes melhor, para poder obter o melhor conhecimento antes de surgir a necessidade.

 

Mesmo que seu objetivo seja uma viagem curta, vale a pena seguir um passo a passo para ver o que ainda está faltando por que você não alcançou seu objetivo ainda. Portanto, aqui está um conteúdo completo para ajudá-lo a começar a planejar um intercâmbio com pessoas que desejam estudar no exterior e nem mesmo sabem por onde começar, com isso, leia nosso artigo por completo e termine a leitura com a mente aberta para fazer o melhor plano.

Veja também:
Educação financeira infantil: como ensinar as crianças a guardar dinheiro?
O que é o aplicativo GuiaBolso? É seguro usar?
Dicas de planejamento financeiro para freelancers

O que um intercâmbio?

Inicialmente, significava viagens entre dois alunos de diferentes lugares que “trocavam” entre si de país para vivenciar o cotidiano de outra cultura, promovendo a troca de conhecimentos. Porém, assim como tudo, isso evoluiu e pote der além desse outros significados, podendo até mesmo estar ligado a um meio que não seja estudantil, o que possui pouca semelhança de seu significado inicial.

 

Hoje, esse conceito mudou muito e o intercâmbio tornou-se mais abrangente. Além do fato de os estudantes estrangeiros não serem mais obrigados a vir ao Brasil para que brasileiros possam ir para outro país, todas as viagens podem ser consideradas para comunicação. Nesta viagem, o foco principal do aluno que embarca é adquirir conhecimentos interculturais por estar em outro país experiência internacional.

 

Quer seja estudar no exterior, trabalhar no exterior ou apenas viajar e morar em um país estrangeiro por um tempo, um estudante de intercâmbio sempre voltará de um intercâmbio com mais conhecimento do que quando estava na escola. Porem isso não acontece por acaso, e é aí que surge a importância de uma planejar um intercâmbio, porém, a importância do planejamento não se dá apenas neste caso, mas sim em qualquer hipótese.

Como planejar um intercâmbio sozinho?

Para planejar um intercâmbio por conta própria não é necessário grande conhecimentos ou ser um especialista no assunto. Ao contrário do que muitos pensam, planejar um intercâmbio pode ser muito simples com as informações corretas. Sendo assim, tudo que você precisa é: ter coragem, saber o que você realmente quer, entender o mínimo de intercâmbio e seguir as dicas que informamos neste artigo. Seja qual for a finalidade de seu intercâmbio, nossas dicas serão de grande valia para você fazer o melhor planejamento possível.

O que devo saber antes de fazer um intercâmbio?

Para saber o que você precisa antes de fazer um intercâmbio, se atente as seguintes perguntas para planejar um intercâmbio com segurança e eficácia:

Qual a finalidade do intercâmbio?

Esta é a primeira pergunta que qualquer pessoa que deseja planejar um intercâmbio deve se fazer. Hoje, a escolha de cursos é a mais diversificada. Instituições profissionais oferecem cursos de idiomas, arte, tecnologia, culinária, pós-graduação, maquiagem e cinema. Também é possível passar um ano em um curso de High Shcool (equivalente ao ensino médio no Brasil) ou um semestre em uma universidade do exterior. Se a ideia é adquirir experiência profissional, existem programas de trabalho remunerado ou voluntário na maioria dos países. Fale com agências de viagens e pessoas que já tenham experiência para ver qual o conselho mais adequado para você.

Quanto eu conheço o idioma?

Muitos especialistas acreditam que o ideal é que os intercambistas tenham um certo conhecimento do idioma antes de viajar, mas isso não é uma regra. Mesmo com pouco conhecimento, é possível aproveitar essa oportunidade. De qualquer forma, é divertido aprender o idioma que você deseja em um espaço de tempo. Portanto, você pelo menos irá chegar conhecendo o básico. Ao planejar um intercâmbio, considere todos esses aspectos.

Eu possuo todos os documentos exigidos?

Ao planejar um intercâmbio, a documentação é essencial. Se você deseja viajar, você deve emitir seu passaporte o mais rápido possível. Esta é a carteira de identidade oficial do intercambista. Se você já possui um, verifique a data de validade para evitar que expire durante a viagem. Quem precisar obter documentos pela primeira vez ou renovar documentos antigos deve marcar consulta no site da Polícia Federal, órgão responsável pela emissão de documentos, e ali preencher formulário de inscrição. No site, também há uma lista de documentos necessários para a produção. Outro ponto importante é verificar se o seu destino precisa de visto durante o período que pretende viajar para ficar no exterior. Os requisitos variam conforme o país e o tempo de viagem. Consulte o site da embaixada ou consulado de destino. Se você planeja assistir a aulas com uma agência de viagens, a agência contratada pode te passar essas informações.

Tenho quanto tempo disponível?

Não importa quanto tempo você tenha, se o intercâmbio é uma de suas prioridades, ainda há tempo. Além de planos mais longos, a partir de seis meses, o mercado de hoje também oferece cursos intensivos de duas semanas para acomodar os executivos mais ocupados durante suas férias. Além disso, a idade não é mais desculpa para não planejar e fazer um intercâmbio. Hoje, existem empresas que oferecem até a opção de viajar com a família completa. Não há estipulação de um horário ideal para aprender um determinado idioma, mas, para se adaptar, os minicursos são muito interessantes para quem já domina o básico de um determinado idioma, pois nesses casos a velocidade de imersão é muito maior.

Eu quero ir para onde?

A honestidade também é importante ao planejar um intercâmbio, antes mesmo de considerar suas opções. Quer visitar um país com uma cultura e clima semelhantes aos seus ou pensa em um contexto completamente diferente? Isso é essencial, principalmente se você pretende ficar por muito tempo, para não ter arrependimento depois. Vale a pena pesquisar na internet e conversar com alguém que já morou ou estudou no local. É importante entender claramente que tipo de experiência você está procurando. Conheça sua instituição de ensino, os hábitos e características do país.

Quanto custa para fazer um intercâmbio?

Não há um valor padrão para todos os intercâmbios, muitas coisas são consideradas para calcular o valor do intercâmbio, sendo que a principal delas é a distância da viagem, mas, são incluídos também a quantidade de passageiros, bagagens, entre outros. Porém, o custo de um intercâmbio não se mede apenas com a viagem, vale considerar e deve considerar, os custos necessários para viver no país, se desejar passar muito tempo. E mesmo nos casos de pouco tempo no exterior, os gastos costumam ser superiores aos gastos no Brasil em um espaço de tempo igual.

Como planejar um intercâmbio barato?

Para planejar um intercâmbio que não te custe muito caro, é necessário considerar vários quesitos, como: escolher uma boa agência de intercâmbio, fazer um orçamento da alimentação, escolher uma hospedagem mais em conta e usar o meio de transporte mais adequado. As agências de intercâmbio são mais informadas que você sobre as opções mais baratas, e por tanto, elas podem ser de grande ajuda para você.

 

Na alimentação, é fundamental evitar gastos desnecessários, como, por exemplo, serviços de fast food, principalmente se você poder cozinhar onde você está hospedado. Por isso a hospedagem também ajuda a economizar, além de poder, escolher a opção que não seja tão cara. O transporte, deve ser considerado o transporte da viagem, até o usado no país de destino, pois certamente existem as opções mais baratas, e dependendo da distância a ser percorrida, pode ser considerado até ir a pé.