O que é renda fixa e variável? Tire suas dúvidas

Renda Fixa e Variável

 

Antes de qualquer investimento a ser realizado, é fundamental que os investidores saibam como funcionam as modalidades de investimentos, que inclui a renda fixa e variável. Ambas as rendas oferecem os seus riscos de investimentos e também as suas vantagens, por esse motivo, é preciso entender quais rendas oferecem uma maior segurança e rentabilidade. É importante que conheçam as principais diferenças entre essas rendas, para os investidores poderem escolher os melhores investimentos para obter maiores retorno e rentabilidade no seu negócio e como investidor.

Veja também:
O que é IPCA? Para que serve?
O que é a anuidade de um cartão?
O que é um score? Como aumentá-lo?

O que é um investimento de renda fixa?

A renda fixa é uma categoria de investimento em que todas as regras de rendimento, como prazos e taxas são definidas na hora do investidor aplicar ou no momento da contratação. Na renda fixa, o investidor tem acesso e consegue acompanhar todas as previsões reais sobre todos os seus ganhos, como o período em que aplicou, quais os índices, todas as taxas, valores dos investimentos e os retornos a receber. Além disso, todos os requisitos são definidos a partir do momento em que será contratado, como o vencimento, o período mínimo do investimento, dentre outras informações fundamentais em uma taxa fixa.

O que é um investimento de renda variável?

Outro investimento sendo pouco usado por investidores no mercado, seria a renda variável. Diferente da renda fixa, a renda variável não há definição do rendimento no momento de contratação ou um período determinado para o vencimento dessa renda. No entanto, a renda variável há riscos maiores que a renda fixa nas aplicações, durante um espaço um período bem mais curto. Nesse investimento, você pode retirar todas as rendas no momento que desejar, existe uma maior possibilidade de obter mais lucro, por isso se torna um maior risco na aplicação. 

Quanto investir em renda fixa e variável?

Para o investimento na renda fixa ou variável é importante que você conheça qual o seu perfil como investidor, sejam ele perfil de investidor conservador, investidor moderado e investidor arrojado. Definindo o seu perfil como investidor, todos os seus objetivos e finalidades para os seus investimentos. Determinando todos esses objetivos, você pode iniciar os seus investimentos seja taxa fixa ou variável, então, os valores e quanto deve investir em ambas as rendas, podem variar conforme o valor que deseja investir. Sendo assim, os investidores conservadores podem aplicar 95% do seu patrimônio nas rendas fixas e o restante na renda variável e da mesma forma com os outros perfis como investidores, não é uma regra, mas sim uma estimativa de quanto cada perfil de investidor deve investir.

 

Qual a diferença entre poupança e renda fixa?

Basicamente são iguais, visto que a poupança é uma categoria de investimento é um elemento de uma renda fixa. Em geral, nos investimentos da poupança, os investidores separam partes de sua renda mensal e pessoal em uma poupança para usar em uma emergência ou imprevistos que podem ocorrer futuramente. A renda fixa é calculada e definido as taxas e juros, conforme a data do vencimento e de aplicação. Nesse caso, podemos dizer que ambos fazem a mesma função a rentabilidade e retorno, com prazos e taxas definidos no momento da aplicação ou contratação. 

Quais os tipos de investimentos em renda fixa?

Com base nas informações ditas anteriormente, na renda fixa, há três categorias diferentes de investimentos, que são a renda fixa pré-fixada, pós-fixada e a híbrida. Cada uma dessas categorias possui suas diferenças e características que podem ser escolhido durante a aplicação do investidor. Veja as principais características das categorias de renda fixa a seguir:

Renda fixa pré-fixada

Na categoria de renda fixa pré-fixada os investimentos possuem uma porcentagem totalmente fixa ao longo do período da contratação. Nesse investimento, o investidor saberá quanto será sua rentabilidade, sendo definido no momento da aplicação, assim como os requisitos que não sofrerão alterações durante o tempo de investimento. Nas rendas pré-fixadas se encontram o Tesouro Direto, CDB prefixados e Letras de crédito. 

Renda fixa pós-fixada

Já nessa categoria a renda é calculada conforme o índice nesse mercado. No investimento renda pós-fixada, precisa ter em mente que esses índices são bem variáveis ao determinado período e, isso, pode determinar se o dinheiro investido terá uma rentabilidade maior ou menor. No entanto, como pertence à renda fixa, é possível reconhecer todos os requisitos da renda no momento de contratar ou aplicar o investimento. 

Renda fixa híbrida

Como o próprio nome já diz, ou seja, a renda fixa híbrida nada mais é com o conjunto da renda pós-fixada e renda pré-fixada. Temos como exemplo dessa categoria de investimento que possui uma renda híbrida é o Tesouro IPCA+. O Tesouro IPCA+ tem tanto a taxa pré-fixada quanto os acréscimos por oscilações que são acumuladas durante a inflação no decorrer de um determinado tempo. 

Quais os tipos de investimentos em renda variável?

Assim com a renda fixa possui as suas categorias de investimentos, da mesma forma a renda variável há disponíveis as suas categorias de investimentos. Cada uma delas com suas características principais que implicam nos riscos e na rentabilidade do seu investimento. Dessa forma, confira os tipos de investimentos no mercado de renda variável a seguir:

Ações

O investimento em ações são bastante comuns para os investidores, as ações são negociações recorrentes na bolsa de valores. As ações são nada mais que uma parte de um capital de determinada empresa que resolve oferecer esse capital para os investidores adquirem e se tornarem acionistas da empresa, compartilhando dos lucros que a empresa possui, o que torna uma renda variável.

Fundos Imobiliários (FIIs)

Como o próprio nome diz, o investimento renda variável envolve o mercado ou fundo imobiliário. Essa categoria de investimento é destinada aos investidores com interesse em investir no mercado de imóveis, o que bastante comum para adquirir imobiliários ou determinadas construções. A rentabilidade dos fundos imobiliários são de acordo com a alterações na bolsa de valores, visto que esse tipo de investimento também pode ser negociado na bolsa de valores. 

Câmbio

O investimento de renda variável no câmbio pode envolver as aplicações conforme as moedas. É um investimento que tem como principal característica a proteção as alterações ocasionados na economia do Brasil. No câmbio exitem diferentes formas de investir, como nos fundos cambiais, em que são investidos nas moedas. E, como riscos, são as variações de preços e taxas de juros de moedas estrangeiras. 

Quais são as principais diferenças entre renda fixa e renda variável?

Como vimos, ambas as rendas fixa e variável possui diferenças. Em suma, as rendas fixa possuem como índices de rendimento, como Selic ou CDI, há um risco baixo nesse investimento, possui uma rentabilidade regular, não tem a possibilidade de rendimento negativo. Além disso, possui garantidos pelo Governo Federal e pelo FGC. Enquanto a renda variável não há indicadores de rendimento, quanto aos riscos são médios e altos, possui uma rentabilidade bem variável, podendo ser bastante alta ou bastante baixa. No investimento renda variável, já possibilidade de obter um rendimento negativo e não possui garantias. 

Invista com praticidade e segurança

Podemos concluir que as rendas fixa e variável oferecem diferentes oportunidades de investimentos, todas elas possuem rentabilidade. No entanto, os riscos em uma renda fixa é menor que as rendas variáveis. Dessa forma, é recomendável escolher quais investimentos de oferecem as melhores oportunidades no mercado como investidor e, assim realize a sua aplicação e obtenha a rentabilidade.