O que é fundo de emergência e como calcular?

O que é um fundo de emergência

Um fundo de emergência traz tranquilidade a quem tem, em caso de determinadas situações imprevisíveis. É um pronto-socorro em momentos de perrengue em que precisamos de dinheiro para solucionar.

E você, já ouviu falar sobre esse fundo de emergência? Sabe o quanto isso é importante? Neste post você verá um pouco sobre essa reserva e como fazer a sua, confira.

Veja também:
Como ter o hábito de economizar? Confira dicas 
O que é juros compostos? Onde são utilizados?
O que são milhas e como usar?

O que é fundo de emergência?

O fundo de emergência é uma quantia de dinheiro que fica guardado para alguma situação imprevisível. Sendo assim, você pode resolver essa situação sem ter que tirar do seu orçamento e também não precisará criar uma dívida, que já é outro problema.

Então é ao fundo de emergência que você deve recorrer, caso tenha entrado menos dinheiro do que o esperado para um determinado período. Não vai precisar fazer um empréstimo ou até mesmo estourar o limite do seu cartão.

O fundo de emergência pode ser usado em situações como:

  • quando surge problemas de saúde que precisam ser resolvidos rapidamente;
  • quando há perda da renda ou parte dela (desemprego, diminuição de clientes, baixa produtividade, entre outros.);
  • se o seu computador ou uma ferramenta de trabalho estragar;
  • quando surge alguma crise (ex: a pandemia);
  • ou quando o seu pet precisa de tratamento veterinário.

Como calcular um fundo de emergência?

Agora que você já sabe o que é o fundo de emergência, veja também como calcular. Como você já viu um pouco, esse fundo é muito importante em momentos inusitados, e ter essa reserva traz mais segurança para você e a sua família. E é aconselhável que seja calculado da seguinte forma para montar essa reserva, multiplicando o seu salário pelo mínimo de 6 meses. Deixe que eu te explique melhor, se sua renda mensal é de R$ 3 mil, multiplicando essa renda por seis meses daria R$ 18 mil, então esse valor deveria ser seu fundo de emergência.

Como montar um fundo de emergência?

Criar um fundo de emergência a princípio para quem tem mania de gastar e não sabe economizar parece algo muito complicado, difícil ou até mesmo impossível. Mas trouxemos algumas dicas que podem te ajudar a ter uma reserva, veja:

Entenda suas finanças

Antes de projetar qualquer mudança é preciso que você compreenda a situação das suas finanças. E para fazer isso você pode utilizar um planilha, caderno ou até mesmo um aplicativo. Escolha o método que preferir e passe a anotar tudo e então você terá uma base de como está indo suas finanças.

Identifique os gastos cotidianos, necessários e o Lazer. Com essa divisão você pode analisar melhor suas finanças e ver quais mudanças podem ser feitas.

 

Mude seu orçamento

Depois de já entender como seu dinheiro está indo embora, é hora de fazer algumas mudanças. Você pode começar essa mudança procurando gastar menos e economizar mais, nas anotações você poderá verificar os gastos e analisar o que você pode fazer para diminuir esses gastos.

Mudar alguns gastos pode ajudar muito no seu orçamento, além de te ajudar a ter um orçamento mais enxuto. Veja algumas ideias que poderão te ajudar nisso:

  • Procure um plano de celular mais barato que atenda suas necessidades;
  • Procure reduzir o plano da TV a cabo
  • Utilize bancos digitais, pois eles têm muitas funcionalidades gratuitas;
  • Tente fazer compras que ofereçam mais custo-benefício;

 

Trace metas

Algo fundamental para auxiliar na organização do seu orçamento é estabelecer metas. Elas trazem um propósito para essa economia, faz você perceber que essa economia não é em vão.

Isso vale para objetivos que deseja como alguma viagem, alguma compra específica, curso, entre outros. Como se trata de fundo de emergência, é bom estabelecer metas de economia mensal e o tempo que levará para obter o valor estabelecido.

 

Procure quitar suas dívidas

Quitar suas dívidas pendentes é algo fundamental para manter suas finanças em dia e garantir que o fundo de emergência seja utilizado para algo realmente imprevisível. Imagina, ter que utilizar o fundo de emergência para pagar a fatura do cartão justamente no tempo que seu carro quebra ou seu filho adoece?

Com isso você ficará mais endividado tendo que fazer um empréstimo ou utilizar o cartão novamente. Essa situação pode fugir totalmente do controle na pior das hipóteses você poderá ficar com o nome sujo

 

Tenha disciplina

Disciplina é algo muito importante, principalmente quando se trata do nosso dinheiro. Para manter seu fundo de emergência é bom guardar uma parte do dinheiro todos os meses, mesmo quando não for possível alcançar a meta, até ter sua reserva totalmente formada.

Vale lembrar que esse dinheiro deve ficar guardadinho, procure usar só quanto for necessário, pois como o nome já diz é um “fundo de emergência”. 

Porque contar com uma reserva de emergência?

Se você é aquela pessoa que se encontra numa situação que não tem dinheiro suficiente para parar de trabalhar e se manter sem trabalho pelo resto da vida, então suas finanças estão muito inseguras.

Como o nome já diz é um fundo de emergência, então como já foi falado anteriormente nunca saberemos quando vai acontecer algum imprevisto e poderá ter um efeito muito grande em nosso bolso. Por esse motivo é importante que todos tenham uma reserva, principalmente pessoas autônomas (que trabalham para si) e não tem uma renda fixa.

Então é por isso que podemos afirmar que ter um dinheiro reserva é ótimo para te manter mais tranquilo, de uma certa forma trazer mais conforto, sem contar que também protege seu orçamento de problemas.

Quanto deve ser o fundo de emergência?

Deve existir um certo consenso para formar essa reserva, mas não há uma regra no valor exigido ou um valor exato para obter o fundo de emergência. Mas o que recomendamos é que o ideal para profissionais com renda fixa seja de pelo menos 6 meses de todo o custo de vida.

E para freelancers ou qualquer um que seja profissional independente, o aconselhável é que seu fundo tenha um valor que equivale a 12 meses do seu custo de vida total. Então sua reserva deve ser de R$24.000, caso você precise de R$2.000 para quitar suas contas e ficar confortável.

Qual objetivo de ter um fundo de emergência?

A ideia de ter essa reserva é proporcionar a si mesmo uma vida mais controlada, para não ter que recorrer a empréstimo ou utilizar o cartão de crédito sempre que aparecer algum imprevisto. Sem contar que recorrer a esses meios só trará mais dívidas e dor de cabeça.

O fundo de emergência te traz mais estabilidade, e precisamente em momentos inesperados. Claro que essa reserva é muito importante para suas finanças pessoais.