Dicas de planejamento financeiro para freelancers

Freelancer

A confusão financeira entre as pessoas é muito comum e os freelancers não conseguem se livrar desse mau hábito. Os freelancers geralmente imaginam que uma abordagem desorganizada é normal porque não há um salário fixo. No entanto, este é um grande mito e será explicado no artigo de hoje, com dicas de como fazer planejamento financeiro para freelancers.

Quando nos tornamos freelancers, não iremos receber um salário mensal fixo. Não temos feriados, não temos direito ao 13º, não temos um fundo de garantia e não temos absolutamente nenhuma garantia. Por essas razões, é vital que você tenha um bom planejamento financeiro para freelancers.

Veja também:
O que é o aplicativo GuiaBolso? É seguro usar?

O que é um freelancer?

Freelancer, ou “freela”, é um profissional livre que trabalha de forma independente e presta serviços a empresas ou pessoas durante um determinado período. Além de ter vantagens nas questões tributárias, o freela também tem a comodidade de encontrar um emprego no mercado digital.

Embora esse tipo de trabalho só tenha se popularizado nas últimas décadas, o termo “freelance” existe desde o século XIX. O surgimento do termo é geralmente ligada a Sir Walter Scott, que usou o termo em seu livro Invanhoé em 1819, que extrai um dos personagens como “lanceiros livres” para prestar seus outros serviços – ou em Inglês Texto original, “free lances”. Hoje em dia, os freelancers designam profissionais para trabalhar por conta própria e automaticamente prestam serviços a empresas ou particulares.

Atualmente, em vez de freelancers na Idade Média, podemos encontrar freelancers profissionais, como designers, escritores, fotógrafos, jornalistas, programadores, músicos, pintores, empresários, etc. Excelente opção para quem tem dificuldades em encontrar trabalho e pretende reingressar no mercado devido a uma crise ou à vontade de mudar de ramo.

Vantagens de trabalhar como freelancer

Maior flexibilidade e autonomia

O principal atrativo da vida freelance é a flexibilidade proporcionada por esse tipo de trabalho. Além de fazer sua própria programação, como freelancer, você também pode usar as roupas que bem entender no seu ambiente preferido (em casa, no café, na biblioteca) e sair de férias quando mais lhe convier.

Em alguns casos, você pode receber mais

No trabalho formal, independentemente da carga horária, o salário é o mesmo. Como freelancer, você decide ganhar uma renda por hora ou sob demanda e, quanto mais trabalho você fizer, mais dinheiro receberá em sua conta. Dependendo da sua área de especialização e habilidades profissionais, é possível aumentar significativamente o valor de sua hora de trabalho por meio do trabalho autônomo.

Como fazer um bom planejamento financeiro para freelancers

Agora você se tornou o chefe da administração financeira de sua carreira de como freelancer. Saber organizar o seu dinheiro é fundamental para você trabalhar sem interrupções e sem ser obrigado a retornar a um emprego fixo. O fluxo de caixa é a questão básica da organização de fundos. Se você não aplicar a disciplina mesmo que mínima de fluxo de caixa, irá à falência!

Receba todos os pagamentos em uma conta separada

A maneira como trabalho deve ser realizado é a seguinte: todos os pagamentos devem ser recebidos em uma conta jurídica (se você não tiver uma conta jurídica, é recomendável abrir uma). O dinheiro do caixa é depositado em uma conta jurídica. E nela está todo o dinheiro que ganho, mas que ainda não foi usado. Essa separação é muito importante para você gastar dinheiro apenas com sua conta pessoal. Sob nenhuma circunstância você deve considerar gastar dinheiro do seu caixa. Caso contrário, sua organização perderá o rumo.

Ter uma planilha de controle financeiro

Esta não é apenas uma dica para freelancers, mas também uma dica para quem está ganhando e gastando dinheiro. Você precisa anotar tudo o que entra e tudo o que sai. Além da segurança, esta é uma questão organizacional. A planilha não precisa ser muito complicada. Escrever alguns itens básicos lhe dará uma compreensão geral de sua situação financeira e pode ajudá-lo a conduzir melhor o seu dinheiro:

  • Rendas: aqui você deve anotar todo o dinheiro que você ganhou. É melhor ter outra planilha que liste todas as suas vendas e associe cada pagamento às suas respectivas vendas. Após efetuar a venda, anote a data de cada pagamento. No momento que o dinheiro cair, você pode marcar o pagamento na planilha. Simples e rápido, permite que você controle tudo. Divida a receita por mês.
  • Gastos: faça uma lista com todas as suas despesas relacionadas ao trabalho como freelancer. Impostos, seu salário mensal, despesas com equipamentos de trabalho, etc.

Após concluído, você precisa reconciliar a planilha com o caixa. Reserve pelo menos um dia da semana para realizar esta atividade. Executar essa tarefa todas as semanas garantem que não nos esqueçamos do significado da entrada na conta. Lembre-se: seu saldo bancário deve sempre corresponder exatamente ao saldo da planilha.

Invista o seu dinheiro em excesso

Antes de começar a organizar os fundos, alguns pontos básicos devem ser definidos. São eles: seu salário mensal e saldo de caixa máximo. Já vimos acima alguns métodos de como definir o salário. Para obter o máximo de renda em dinheiro, sugerimos que você tenha salário suficiente para pagar o seu salário de seis meses. Muito semelhante ao plano inicial.

Se você exceder o valor máximo definido para dinheiro em seu caixa, invista esse dinheiro extra. Quando uso o termo “investir”, não quero dizer necessariamente investir em ativos. Também pode ser dado a você como um presente, uma viagem, troca de carro, etc. O que ele não pode fazer é ficar parado. Como dizem por aí “Dinheiro parado é dinheiro perdido”.

Tenha uma boa divisão financeira

Você sabe como julgar qual situação financeira está relacionada ao seu “eu freelancer” e seu “eu pessoal”? Caso contrário, saber dividir o custo de cada parte é fundamental para entender o que pode ser otimizado em seu planejamento financeiro para freelancers.

O começo é simples: apenas um pedaço de papel e uma caneta. Divida a planilha em duas partes e escreva “Despesas Pessoais” de um lado. No outro lado, escreva “Despesas Freelancers”. Não se esqueça de incluir o custo de cada uma das despesas.

  • O que são as despesas pessoais? O lado intitulado “Despesas Pessoais” inclui lazer, alimentação, despesas domésticas, contas e outras despesas relacionadas ao seu próprio consumo.
  • O que são as despesas freelancers? Se você trabalha em regime home office, investigue o custo da Internet, como (é importante considerar a porcentagem do custo de você usa penas para o trabalho), materiais de escritório, licenças de software, etc. Despesas que são críticas para o andamento do seu trabalho.

Estabeleça metas

Definir metas para cada uma de suas despesas é importante para seu progresso financeiro. Analise os custos que você mencionou anteriormente. É possível reduzi-los? Existe algo desnecessário na sua lista? Reflexão é a palavra-chave agora.

Aproveite a tecnologia

Explore aplicativos e sites de gerenciamento financeiro. Eles são muito úteis para registrar todas as despesas e todos os lucros. Desta forma, você também pode analisar se seus fundos são administrados corretamente.

Nunca esqueça que, como freelancer, ter um planejamento financeiro para freelancers de qualidade pode ser a chave do sucesso

A organização financeira é entediante e nada “charmosa”. Mas isso precisa ser feito! Precisa ser feito de forma simples e correta. Essas habilidades são usadas na vida de muitas pessoas e tem rendido bons resultados. Acreditamos que se você adaptá-los à sua realidade, também terá sucesso.